Anuncie aqui
TEMPO QUARESMAL

Quaresma: Tempo de conversão e penitências

Os sofrimentos de Jesus são lembrados, mas, além disso existe uma celebração mais intensa.

Alyf Santos

Alyf SantosAlyf Santos, radialista e estudante de jornalismo. Atualmente está no oitavo período do curso. E por meio desta coluna ele comentará sobre os principais do nosso cotidiano.

27/02/2020 17h32Atualizado há 4 semanas
Por: ALYF SANTOS
Fonte: Alyf Santos
As nossas cruzes são pequenas demais para os sofrimentos que Jesus Cristo passou na quando carregou sua cruz.
As nossas cruzes são pequenas demais para os sofrimentos que Jesus Cristo passou na quando carregou sua cruz.

Chegamos em um tempo de reflexão para nossas vidas. Chegou a Quaresma, tempo em que alguns cristãos se preparam com jejum, abstinência de carne, mortificação, caridade e orações até a comemoração da ressurreição de Jesus após os seus algozes até o calvário. É tempo em que a igreja de Cristo convida seus fiéis para se converterem com mais intensidade nos passos que o Filho de Deus viveu pela humanidade. Os sofrimentos de Jesus são lembrados, mas, além disso existe uma celebração mais intensa. É quando a morte não consegue vencer o Filho do Homem.

As trevas deixaram de existir para conceder lugar à luz de Cristo, o Salvador. E o tempo quaresmal nos convidar à renunciar as escuridões da vida para vivermos nos caminhos luminosos de Jesus. E é por isso que Ele se entregou e enfrentou um calvário. Teve pregos transpassados nas suas mãos e nos seus pés. E ainda jorrou Água e Sangue do seu peito quando um saldado lhe furou. "Contudo um dos soldados lhe furou o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água", João 19:34.

Quando falamos em mortificação, que é um ato de prostração, lembro-me de Santa Faustina que escreveu no seu diário uma lição de penitência. É quando ela pede ao seu confessor uma mortificação para viver o período Quaresmal. Ela não podia fazer jejum por causa da idade avançada. Mas, o confessor pediu para que ela olhasse Jesus por meio do alimento diário.

"No começo da Quaresma, pedi ao meu confessor uma mortificação para este período, e recebi a mortificação de não reduzir a minha alimentação, mas, enquanto comesse, devia refletir sobre como Nosso Senhor aceitou, na Cruz, vinagre com fel: esta seria a minha mortificação. Não sabia que tiraria tão grande proveito para minha alma. Esse proveito é que continuamente reflito sobre Sua dolorosa Paixão e, quando me alimento, não distingo o que como, mas estou ocupada com a Morte de Meu Senhor", disse Santa Irmã Faustina Kowalska. 

Enfim, que possamos nos preparar para sentir mais o amor de Jesus, Ele que morreu por nós. Se entregou no calvário e amou o mundo sem olhar as dores que iria passar. Que todos nós tenhamos uma Santa Quaresma.

Alyf Santos

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Sousa - PB
Atualizado às 00h21
25°
Muitas nuvens Máxima: 34° - Mínima: 23°
25°

Sensação

8.9 km/h

Vento

81.3%

Umidade

Fonte: Climatempo
Anúncio
Blog do Alyf Santos
Blogs e colunas
agencia WA
Últimas notícias
Paraíba de Prêmios
Mais lidas
Matriz lanches
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias