Domingo, 26 de Setembro de 2021
27°

Poucas nuvens

Sousa - PB

Policial DECISÃO JUDICIAL

Justiça determina a soltura de acusados de assaltar residência de empresário no município de Sousa

Na época o caso teve uma grande repercussão, tendo em vista os suspeitos terem utilizado fardas da Polícia Civil do Estado da Paraíba, para praticarem o roubo.

25/07/2021 às 21h53 Atualizada em 27/07/2021 às 10h02
Por: Redação Fonte: Da Redação do Debate Paraíba
Compartilhe:
Na época em que o caso teve uma grande repercussão, tendo em vista os suspeitos terem utilizado fardas da Polícia Civil do Estado da Paraíba, para praticarem o roubo (Foto: Reprodução)
Na época em que o caso teve uma grande repercussão, tendo em vista os suspeitos terem utilizado fardas da Polícia Civil do Estado da Paraíba, para praticarem o roubo (Foto: Reprodução)

Na última sexta-feira (23) a juíza da 1ª Vara da Comarca de Sousa, Dra. Caroline Silvestrini, que está substituindo Dr. José Normando, expediu alvarás de soltura para os réus Paulo Rodrigues dos Santos, conhecido como "Paulo Taba", Marcos Antônio Barbosa da Silva, conhecido como "Marquinho de Paulo Taba", Jorge Luiz e Geraldo Evangelista, que estavam presos sob suspeita de envolvimento do assalto ocorrido na residência do empresário Manassés Batista.

Os réus haviam sido presos no dia 18 de dezembro de 2020 em uma operação realizada pela Polícia Civil, sendo que "Marquinho de Paulo Taba" teria sido preso no início da manhã em uma ação realizada pela Polícia Militar. Na época o caso teve uma grande repercussão, tendo em vista os suspeitos terem utilizado fardas da Polícia Civil do Estado da Paraíba, para praticarem o roubo.

Relembre o caso: Imagens de câmeras de segurança mostram exato momento em que empresário é rendido por falsos policiais civis durante assalto em Sousa

Operação da Polícia Civil prende suspeitos de envolvimento em assalto a casa de empresário em Sousa

Antes disso, no mês de Janeiro do corrente ano, a Justiça já tinha revogado a prisão de Fábio Júnior que é vereador do município de Marizópolis, também acusado de envolvimento no crime. A decisão da juíza foi publicada após a audiência de instrução, quando as defesas fizeram os pedidos de soltura.

A defesa do acusado Jorge Luiz é patrocinado pelo advogado Alessandro Gadelha. O advogado Abdon Lopes, constitui a defesa de "Paulo Taba", "Marquinhos de Paulo Taba", Fábio Júnior e Geraldo Evangelista.

Paulo Rodrigues dos Santos e Geraldo Evangelista continuam presos, porém com mandados de prisão em outro processo judicial.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.