Segunda, 20 de Setembro de 2021
30°

Poucas nuvens

Sousa - PB

Mundo PRESERVATIVOS

Armazém que reciclava e vendia camisinhas usadas é fechado pela polícia

Em depoimento, ela afirmou que recebia as camisinhas usadas uma vez por mês de uma pessoa desconhecida.

25/09/2020 às 12h12 Atualizada em 25/09/2020 às 12h28
Por: Redação Fonte: ISTOÉ
Compartilhe:
Não há informação de quantas camisinhas “recicladas” foram vendidas. As investigações iniciais apontam que o produto era fornecido para hotéis e bancas de mercado perto do armazém. (Foto: Reprodução).
Não há informação de quantas camisinhas “recicladas” foram vendidas. As investigações iniciais apontam que o produto era fornecido para hotéis e bancas de mercado perto do armazém. (Foto: Reprodução).

A polícia do Vietnã apreendeu 324 mil preservativos usados que seriam reciclados para serem vendidos novamente. O depósito, na província de Binh Duong, foi invadido no sábado (19). De acordo com as autoridades, os preservativos eram lavados, secados e reembalados para serem vendidos como novos. As informações são do jornal Daily Mail.

Segundo a polícia, a proprietária do armazém, Pham Thi Thanh Ngoc, de 33 anos, foi presa. Em depoimento, ela afirmou que recebia as camisinhas usadas uma vez por mês de uma pessoa desconhecida.

Ainda conforme as autoridades, os preservativos foram confiscados como prova, mas serão destruídos imediatamente por serem considerados resíduos médicos perigosos.

Não há informação de quantas camisinhas “recicladas” foram vendidas. As investigações iniciais apontam que o produto era fornecido para hotéis e bancas de mercado perto do armazém.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.