Segunda, 25 de Outubro de 2021
32°

Poucas nuvens

Sousa - PB

Brasil BRASIL

Ataque a bancos com reféns em Araçatuba (SP) deixa três mortos

Quadrilha usou explosivos, fechou rodovias e ateou fogo em veículos. Reféns foram amarrados em carros e serviram de escudos para os bandidos

30/08/2021 às 11h10
Por: Redação Fonte: Metrópoles
Compartilhe:
Reféns foram amarrados sobre carros (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Reféns foram amarrados sobre carros (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Moradores de Araçatuba, em São Paulo, viveram momentos de terror na madrugada desta segunda-feira (30/8). Criminosos fortemente armados atacaram agências bancárias na cidade. Há pelo menos três pessoas mortas. Destas, dois moradores e um assaltante. Houve confronto com a polícia e pelo menos dois suspeitos foram presos.

Entre as vítimas, está um homem que estaria filmando a ação dos criminosos de dentro de um carro. Depois da investida, os bandidos abordaram pedestres e motoristas e os fizeram reféns. Alguns foram colocados sobre carros a fim de servirem de “escudo” para o bando. Os criminosos também cercaram bases da Polícia Militar e viaturas.

Nas redes sociais, as pessoas postaram o tiroteio e os momentos de pânico vividos pelos moradores. A cidade fica a cerca de 500 km de São Paulo e tem 200 mil habitantes.

Em um dos vídeos, os bandidos colocam os reféns enfileirados na rua e avisa: “Quem sair vai levar tiro“.

A exemplo de outros ataques semelhantes, a quadrilha atirou para cima, usou explosivos e ateou fogo em veículos. Os bandidos também bloquearam rodovias, dificultando acesso dos motoristas à cidade.

A quadrilha fugiu após a ação. O valor roubado pelos criminosos ainda não foi divulgado.

À TV Globo, o prefeito Dilador Borges disse que mora a poucas quadras do centro, onde ocorreu o ataque às agências. “É uma sensação horrível, um horror. Ouvi todos os tiros, acompanhando através de vídeos. Não saí de casa, e peço à população que fique em casa”, destacou.

De acordo com Dilador, ele fez contato com o governador João Doria (PSDB), que, por meio do secretário de Segurança, afirmou que mandaria reforço policial de Rio Preto, Bauru e Prudente. As aulas foram suspensas na cidade de 200 mil habitantes.

O secretário de Segurança Pública de São Paulo em exercício, Coronel Álvaro Batista Camilo, disse que o mega assalto a banco em Araçatuba “é mais uma ação com informação privilegiada”.

Álvaro Camilo disse que “há indícios de que essas tropas são organizadas” e ainda afirmou que “eles têm um treinamento para fazer esse tipo de ação”. No entanto, o coronel da PM comentou que ainda é cedo para relacionar esta ação a outros grandes assaltos a bancos e empresas de carro-forte em outras cidades.

“Vai o nosso trabalho de inteligência para chegar nessas pessoas. Ainda é cedo para fazer qualquer relação com outras quadrilhas existentes, vamos focar nas investigações”, afirmou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.