Domingo, 16 de Janeiro de 2022
33°

Pancada de chuva

Sousa - PB

Policial FEMINICÍDIO

Homem assassina companheira com objeto cortante e acaba preso após receber atendimento médico em Cajazeiras

Após receber alta médica, Sebastião Aprígio de Sousa recebeu voz de prisão e foi conduzido à Central de Polícia Civil, ficando à disposição da Justiça.

09/01/2022 às 14h19 Atualizada em 10/01/2022 às 10h43
Por: Redação Fonte: Da Redação do Debate Paraíba
Compartilhe:
Após receber alta médica, Sebastião Aprígio de Sousa recebeu voz de prisão e foi conduzido à Central de Polícia Civil, ficando à disposição da Justiça (Foto: Reprodução)
Após receber alta médica, Sebastião Aprígio de Sousa recebeu voz de prisão e foi conduzido à Central de Polícia Civil, ficando à disposição da Justiça (Foto: Reprodução)

Na noite desse sábado (08), um crime de feminicídio foi registrado na Rua Higino Tavares, no centro da cidade de Cajazeiras, interior da Paraíba.

De acordo com informações, a Polícia Militar teria recebido uma ligação através do telefone 190, informando que uma mulher pedia ajuda dentro de uma residência. Os militares ao chegarem no local indicado, encontraram o ambiente em silêncio, e após adentrarem ao imóvel, encontraram o casal Geise Pinto de Sousa que tinha 26 anos e Sebastião Aprígio de Sousa de 26 anos, caídos ao solo.

Prontamente foi acionado o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), para prestar socorro, mas ao chegar no local foi constatado que a mulher não havia resistido e veio a óbito no local, já Sebastião Aprígio apresentava uma pequena perfuração no pescoço, sendo socorrido ao Hospital Regional de Cajazeiras.

(Local do feminicídio em Cajazeiras. Foto: Blog do Angelo Lima)

Possivelmente o acusado teria assassinado a companheira com um objeto cortante, possivelmente um estilete. O local do crime foi isolado até a chegada do delegado de plantão e dos peritos do IPC, que após adotarem os procedimentos necessários, encaminharam o corpo ao IML para ser feita a autópsia.

Após receber alta médica, Sebastião Aprígio de Sousa recebeu voz de prisão e foi conduzido à Central de Polícia Civil, ficando à disposição da Justiça.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.