Domingo, 26 de Setembro de 2021
27°

Poucas nuvens

Sousa - PB

Policial CONDENAÇÃO

Júri condena réus que mataram comerciante Messias Marchante em Cajazeiras

Os trabalhos foram presididos pelo DR. Ricardo Henriques Pereira Amorim Juiz de Direito.

14/09/2021 às 12h44
Por: Redação Fonte: Da Redação do Debate Paraíba, com Assessoria
Compartilhe:
Os trabalhos foram presididos pelo DR. Ricardo Henriques Pereira Amorim Juiz de Direito (Foto: Reprodução)
Os trabalhos foram presididos pelo DR. Ricardo Henriques Pereira Amorim Juiz de Direito (Foto: Reprodução)

O Tribunal do Júri de Cajazeiras condenou, nesta segunda-feira (13), Francisco Ronaldo do Nascimento Batista e Rodolfo Barbosa Nascimento, pai e filho acusados de um crime de morte contra o popular Manoel Messias Braga Gonçalves, mais conhecido como "Messias Marchante". 

Narra à denúncia que, no dia 30 de novembro de 2020, por volta das 5 horas e 20 minutos, no açougue municipal situado na Rua Engenheiro Carlos Pires de Sá, Centro, Cajazeiras, o segundo acusado acompanhado de seu pai, o primeiro denunciado, chegou ao local de trabalho da vítima, Manoel Messias Braga Gonçalves, armado com uma espingarda calibre 12. Inadvertidamente, apontou para a vítima e disse ao seu filho Francisco “o safado é este” ordenando o disparo de arma de fogo.

Em seguida, Rodolfo alvejou a cabeça da vítima que faleceu no local.

(Acusados: Francisco RonaldoRodolfo Barbosa)

A sentença lida aos réus foram:

FRANCISCO RONALDO DO NASCIMENTO BATISTA (Pai) foi condenado a uma pena definitiva de 21 (vinte e um) anos e 9 (nove) meses de reclusão.

RODOLFO BARBOSA NASCIMENTO foi condenado a uma pena de 19 (dezenove) anos e 6 (seis) meses de reclusão.

Após o julgamento os dois retornaram ao Presídio Regional de Cajazeiras. Os trabalhos foram presididos pelo DR. Ricardo Henriques Pereira Amorim Juiz de Direito.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.