Domingo, 26 de Setembro de 2021
27°

Poucas nuvens

Sousa - PB

Paraíba NO DOE

Governo decreta situação de emergência em 45 municípios paraibanos devido à estiagem causada pela falta de chuvas

Para o governo, a publicação do decreto tem como finalidade prover o atendimento à população quanto à complementação do abastecimento d’água e alimentação à população animal atingida pelo fenômeno.

01/07/2021 às 11h29 Atualizada em 01/07/2021 às 19h17
Por: Redação Fonte: Da Redação do Debate Paraíba
Compartilhe:
Para o governo, a publicação do decreto tem como finalidade prover o atendimento à população quanto à complementação do abastecimento d’água e alimentação à população animal atingida pelo fenômeno. (Foto: Ilustrativa).
Para o governo, a publicação do decreto tem como finalidade prover o atendimento à população quanto à complementação do abastecimento d’água e alimentação à população animal atingida pelo fenômeno. (Foto: Ilustrativa).

O Governo do Estado da Paraíba decretou situação anormal, caracterizada como situação de emergência e desastre, pelo período de 180 dias, em 45 municípios paraibanos, afetados pela estiagem. Conforme o documento, publicado nesta quinta-feira (01) no diário oficial do Estado, a estiagem, que tem comprometimento a normalidade nos municípios, tem sido causado pela falta de água, já que as chuvas não foram suficientes para recarga dos mananciais, caracterizando assim um desastre que exige providências do poder público estadual.

Para o governo, a publicação do decreto tem como finalidade prover o atendimento à população quanto à complementação do abastecimento d’água e alimentação à população animal atingida pelo fenômeno.

De acordo com o Governador João Azevêdo (Cidadania), o decreto é o meio legal que autoriza o Poder Executivo Estadual a abrir Crédito Extraordinário para fazer face à situação existente e convocar voluntários para reforço das ações de respostas ao desastre natural vivida no Estado.

O documento também permite que os gestores municipais e estadual façam dispensados de licitações para contratos de aquisição de bens e serviços necessários às atividades de resposta ao desastre, locação de máquinas e equipamentos, de prestação de serviços e de obras, desde que possam ser concluídas no prazo estipulado em lei.

O decreto abrange aos seguintes municípios:

Aguiar, Alagoa Nova, Alagoa Grande, Alagoinha,  Amparo,  Araçagi, Areia de Baraúnas, Belém, Bom Jesus, Boqueirão, Borborema, Brejo do Cruz, Caiçara, Caldas Brandão, Catingueira, Cuitegi, Duas Estradas, Guarabira, Gurinhém, Ibiara, Igaracy, Itatuba, Juarez Távora, Lagoa de Dentro, Logradouro, Malta, Monteiro, Ouro Velho, Paulista, Pilar, Pilões, Pilõezinhos, Pirpirituba, Prata, Riachão do Bacamarte, Santa Inês, Santana de Mangueira, São José dos Ramos, Serra da Raiz, Serra Grande, Serra Redonda, Sertãozinho, Sobrado, Sumé, Vista Serrana.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.