Domingo, 14 de Julho de 2024
32°

Tempo nublado

Sousa, PB

Policial INVESTIGAÇÃO

Operação integrada da Polícia Civil, resulta em prisões de homens suspeitos de participarem de homicídio e em apreensão de armas, na região de Sousa

Ao término da operação policial, os suspeitos e as armas apreendidas foram apresentados na delegacia de Polícia Civil.

09/07/2024 às 15h33 Atualizada em 11/07/2024 às 16h23
Por: Redação Fonte: Da Redação do Debate Paraíba
Compartilhe:
Ao término da operação policial, os suspeitos e as armas apreendidas foram apresentados na delegacia de Polícia Civil (Foto: Reprodução)
Ao término da operação policial, os suspeitos e as armas apreendidas foram apresentados na delegacia de Polícia Civil (Foto: Reprodução)

No início da tarde desta terça-feira (09), agentes de investigação do Grupo Tático Especial (GTE) da Polícia Civil de Sousa, e policiais da Delegacia de Polícia Civil de Pombal, desencadearam uma operação nos municípios de Lastro e São Francisco, que resultou nas prisões de três indivíduos suspeitos de praticarem um crime de homicídio e em apreensão de armas.

Após um crime de homicídio ocorrido na manhã do dia 23 de setembro do ano de 2023, que teve como vítima o jovem Leuriano Tavares, os policiais do Grupo Tático Especial (GTE) deram início as investigações do caso, e após colherem depoimentos e provas, o delegado responsável requereu mandados de prisão e de busca e apreensão em desfavor dos suspeitos, sendo estes expedidos e cumpridos no dia de hoje (09).

Na residência de um dos suspeitos identificado como Tony Sarmento, os policiais apreenderam uma pistola e munições, sendo que a pistola estava registrada em seu nome, porém uma espingarda também foi encontrada e estava sem o registro da posse.

Em continuidade as diligências no sítio Paraíso, zona rural do município de São Francisco, os agentes de investigação efetuaram a prisão de Kaio Ferreira de Sousa, a qual existia um mandado de prisão em seu desfavor. Na casa em que ele estava, foi apreendido um revólver calibre .38, que pertence ao proprietário da residência, identificado como Wilson Marques de Sousa, sendo ele também preso.

Ao término da operação policial, os suspeitos e as armas apreendidas foram apresentados na delegacia de Polícia Civil, para serem adotados os procedimentos que determinam a lei, pela autoridade policial judiciária. O intuito da operação era colher provas e as investigações do caso terão continuidade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.