Domingo, 14 de Julho de 2024
32°

Tempo nublado

Sousa, PB

Geral Paraíba

Esperança no Espaço: telescópios confeccionados por reeducandos serão apresentados neste sábado no Museu do Amanhã, no Rio

O projeto Esperança no Espaço, desenvolvido na cadeia pública de Esperança dentro do programa de ressocialização com a confecção de telescópios por...

21/06/2024 às 19h09
Por: Redação Fonte: Secom Paraíba
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Paraíba
Foto: Reprodução/Secom Paraíba

O projeto Esperança no Espaço, desenvolvido na cadeia pública de Esperança dentro do programa de ressocialização com a confecção de telescópios por reeducandos, será apresentado neste sábado (22), às 14h, no Palco LED Inspira do Festival LED – Luz na Educação, evento que a Rede Globo e Fundação Roberto Marinho realizam no Museu do Amanhã, na cidade do Rio de Janeiro.

O projeto, que concorreu com outros 2 mil de todo o Brasil, foi um dos vencedores do Prêmio LED 2024 na categoria Empreendedores e Organizações Inovadoras e por isso faz parte do evento que reúne os ganhadores da referida premiação. A apresentação será feita pelo policial penal e diretor da cadeia da cidade de Esperança, Lindemberg Lima, idealizador do Esperança no Espaço.

O secretário da Administração Penitenciária da Paraíba, João Alves, destacou o momento do projeto inovador que, conforme disse, está contribuindo com a democratização do ensino da astronomia: “Um projeto vencedor. O nosso diretor Lindemberg, da Cadeia de Esperança, estará no Rio de Janeiro, no Museu do Amanhã, participando de um evento relacionado ao prêmio LED Luz para a Educação e nós consideramos essa participação muito importante. É uma forma de destacar os nossos produtos, destacar nosso trabalho na Ressocialização e inclusive um reeducando que já aprendeu essa arte já conseguiu sua liberdade e está fabricando, negociando esses telescópios. Então nós consideramos que estamos no caminho certo e iremos continuar incentivando essa prática e desenvolver atividades nas unidades prisionais”

João Alves acrescentou que o projeto dos telescópios tem ganhado o mundo, ultrapassando as barreiras do Nordeste e do Brasil. “No mundo já circula essa informação e nós nos sentimos bastante satisfeitos, agraciados com essa publicidade, agradecendo ao Judiciário, à Senappen, ao Ministério Público Defensoria Pública e ao Governo do Estado, que é quem determina a política de ressocialização na Paraíba”, pontuou.

O projeto- O Projeto Esperança no Espaço é uma iniciativa do Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap), idealizada pelo diretor do presídio de Esperança, o policial penal Lindemberg Lima, por meio de projeto de reinserção social com os reeducandos, que estão construindo telescópios com potencial de captar imagens de planetas e outros astros, superior aos telescópios de entrada vendidos no mercado. Além de construir os aparelhos, os ressocializandos também recebem aulas sobre astronomia.

Os telescópios são produzidos com materiais simples, como madeira das indústrias de móveis, tubo de PVC de 150 mm, cabo de vassoura, raio de bicicleta, cano de PVC normal, além da compra do laser, os espelhos e as lentes oculares.

Os equipamentos são do modelo newtoniano refletor, com distância focal de 900 mm, além de lentes oculares intercambiáveis que podem gerar diversos alcances, podendo ver objetos distantes até 30 milhões de anos-luz da terra, bem como podem ser observados quase todos os planetas do sistema solar, galáxias, aglomerados globulares, aglomerados abertos, nebulosas

O objetivo é levar os telescópios ao maior número de escolas estaduais, bem como para os municípios que fizerem parceria com o Estado, com o objetivo de dar divulgação e despertar interesse dos alunos sobre o tema da astronomia e astrofísica.

Foto: Reprodução/Secom Paraíba
Foto: Reprodução/Secom Paraíba
Foto: Reprodução/Secom Paraíba
Foto: Reprodução/Secom Paraíba
Foto: Reprodução/Secom Paraíba
Foto: Reprodução/Secom Paraíba
Foto: Reprodução/Secom Paraíba
Foto: Reprodução/Secom Paraíba
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.