Segunda, 17 de Junho de 2024
22°

Parcialmente nublado

Sousa, PB

Policial INVESTIGAÇÃO

Sousense acusado de assassinar cabeleireiro em Uiraúna e utilizar nome do primo, tem mandado de prisão cumprido pelo GTE, em Cajazeiras

Os mandados de prisão foram cumpridos pelos agente do GTE na manhã do último sábado (08).

10/06/2024 às 20h30 Atualizada em 12/06/2024 às 11h31
Por: Redação Fonte: Da Redação do Debate Paraíba
Compartilhe:
Os mandados de prisão foram cumpridos pelos agente do GTE na manhã do último sábado (08) (Foto: Reprodução)
Os mandados de prisão foram cumpridos pelos agente do GTE na manhã do último sábado (08) (Foto: Reprodução)

Agentes de investigação do Grupo Tático Especial (GTE) da Polícia Civil de Sousa, deram cumprimento a um mandado de prisão em desfavor de um indivíduo que é acusado de ter assassinado um cabeleireiro no municio de Uiraúna, no dia 14 de junho, do ano de 2023.

De acordo com as investigações da Polícia Civil de Sousa, o indivíduo identificado como Sebastião de Oliveira, mais conhecido como “Sebastião do Alto do Cruzeiro”, de 29 anos, teria assassinado o cabeleireiro Alan Gouveia, que tinha 50 anos, após ele adentrar ao salão da vítima fingindo ser vendedor de redes, e em seguida efetuar diversos tiros de arma de fogo, que culminaram com a sua morte.

Na noite do dia 06 de maio deste ano, Sebastião de Oliveira foi preso pela Polícia Militar, após ele praticar um assalto no centro da cidade de Cajazeiras, utilizando um simulacro de pistola, porém a ação delituosa foi percebida por um policial do ROTAM, que evitou o crime e logrou êxito em sua prisão.

Na delegacia, o indivíduo não apresentou documentos pessoais utilizou o nome de seu primo que reside na cidade de Sousa. Com o decorrer das informações do GTE de Sousa, foi descoberto que o infrator da lei teria utilizado o nome falso para se livrar do cumprimento da pena, por ele ter praticado o homicídio contra o cabeleireiro, como também existia um mandado de prisão aberto em seu desfavor, que foi expedido pela 2ª Vara da Comarca de Sousa, pela prática dos crimes de roubo e abandono material, a qual ele estava foragido a cerca de sete meses.

Os mandados de prisão foi cumprido pelos agente do GTE na manhã do último sábado (08), no Presídio Padrão Regional de Cajazeiras, onde Sebastião de Oliveira estava preso.

Com a concretização das investigações, foi possível identificar a verdadeira identidade do autor dos crimes de homicídio, roubo e abandono material, como também ajudou que o seu primo que é um cidadão de bem, pudesse sofrer futuramente complicações com a justiça.

Vítima: Alan Gouveia. (Foto: Reprodução).
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.