Quarta, 17 de Julho de 2024
33°

Parcialmente nublado

Sousa, PB

Cultura CONFIRA!

Mais um filme de animação é lançado no Sertão da Paraíba

Filme Anjos Cingidos foi produzido na cidade de Aparecida

09/06/2022 às 19h08 Atualizada em 13/06/2022 às 14h03
Por: Redação Fonte: DICOM/APC
Compartilhe:
Capa do filme “Anjos Cingidos”, que estreia no próximo dia 11 de junho (Foto: Divulgação)
Capa do filme “Anjos Cingidos”, que estreia no próximo dia 11 de junho (Foto: Divulgação)

Depois de um ano e meio de árduo trabalho - incluindo o enfrentamento da pandemia do Covid-19 com 90% da equipe infectada - o cineasta aparecidense Laercio Ferreira Filho lança mais um filme de animação. Trata-se do filme “Anjos Cingidos” que estreia no próximo dia 11 de junho, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Aparecida, às 19h.

O filme foi produzido pela Acauã Produções Culturais em parceira com a Andanças Ateliê de Animação, na cidade de Aparecida, alto Sertão paraibano, no período de fevereiro de 2021 a maio de 2022, com o apoio do Edital Margarida Cardoso - Lei Aldir Blanc do Governo do Estado da Paraíba. 

O curta metragem de animação foi produzido utilizando a técnica 2D tradicional, tem 15 minutos e marca a estreia da jovem Maria Tereza de Azevedo assinando a direção com o seu pai Laercio Filho, também responsável pelo roteiro. Direção de animação e assistência de direção é de André Dias Araújo. Os animadores foram: Dediu Ferreira, André Lopes e Oim Ferreira. Os jovens Diógenes Leandro, Iasmim Ferreira e Marcos Júnior, completaram a equipe técnica nas funções de filetagem, tratamento de imagens e coloração.

As atrizes Zezita Matos, Solange Sousa, Rosângela Alencar e Esther Caldas deram vozes aos personagens.  A música original é de autoria do músico sousense Espedito Lopes e as bandas cabaçais de Serra Grande, Os Inácios, São Sebastião e Banda Cabaçal do Zé Pretinho, completam a trilha sonora. 

"O filme é cheio de significado e de muitos símbolos pra mim. Foi resultado de uma pesquisa que venho fazendo há anos sobre a mortalidade infantil nas primeiras décadas do século passado - que era assustadora - e envolve religiosidade, tradição e muitos elementos da cultura dos Sertões dos Iamúns, região do Ceará onde meus pais viveram na juventude. Tem também, é claro, um alerta sobre a falta de políticas públicas para esta questão, o que faz com que essas estatísticas ainda nos assombre” - falou o diretor Laercio Filho que acrescentou “- Outro ponto que torna este filme muito especial pra mim, é o fato de estar dividindo a direção com a minha filha Maria Tereza, que é a grande responsável pela finalização deste filme, uma vez que além da direção, ela também fez produção, filetagem, coloração e sombreamento e com seu jeito peculiar, manteve a equipe de pé quando todos nós fomos bastante afetados pela pandemia, físico e psicologicamente”, finalizou.

Após o lançamento do filme Anjos Cingidos dia 11, os realizadores farão um bate papo com o público presente sobre todo o processo de produção. Depois o filme partirá para participar de festivais Brasil e mundo afora.

Este é o segundo filme de animação roteirizado e dirigido por Laercio Filho, o primeiro foi “Uma Aventura na Caatinga” lançado em 2017 e exibido em mais de 70 festivais de cinema, recebendo várias premiações.

Sinopse

Em sucessivos períodos de secas nos Sertões dos Inhamuns, a mortalidade infantil era assustadora. Era uma rotina quase que diária o sepultamento de recém-nascidos, alguns não batizados sendo, portanto, considerados pagãos aos olhos dos cristãos católicos. Nesse cenário, Maria e Vicente se casam e têm a primeira filha, Terezinha. Após a primeira filha, Maria passa a perder todos os outros filhos ainda recém-nascidos sem conseguir batizá-lo nenhum. Por conta da ausência do batismo, as crianças são todas sepultadas em um velho curral de gado, seguindo a tradição da comunidade.

Leia também: Eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Nazarezinho para o Biênio 2023/2024 terá chapa única

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.