Domingo, 27 de Setembro de 2020 03:01
83 9-9601-8376
Paraíba PENALIDADE

TJPB aplica pena de demissão a oficial de justiça da comarca de Sousa; advogado promete recorrer da decisão

Tribunal de Justiça da Paraíba aplica pena de demissão a oficial de justiça da comarca de Sousa.

23/07/2020 11h15 Atualizada há 2 meses
Por: Redação Fonte: Da Redação do Debate Paraíba
Tribunal de Justiça da Paraíba aplica pena de demissão a oficial de justiça da comarca de Sousa. (Foto: Reprodução).
Tribunal de Justiça da Paraíba aplica pena de demissão a oficial de justiça da comarca de Sousa. (Foto: Reprodução).

O Presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), publicou na edição do diário eletrônico do poder judiciário paraibano desta quinta-feira (23), a porta GAPRES Nº 1009, de 22 de julho de 2020, que aplica pena de demissão ao servidor Deusdete Menezes Filho, matrícula 127293-4, Oficial de Justiça do quadro de pessoal efetivo do TJPB, lotado na Central de Mandados da Comarca de Sousa, no sertão da Paraíba.

De acordo com a decisão do presidente do TJPB, o desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, a pena de demissão está sendo aplicada ao servidor por descumprimento do disposto no Art. 107, incisos IV, IX E XVII da Lei Complementar nº 58/2003, com fulcro no Artigo 116, III, c/c o artigo 120, inciso XIII do mesmo diploma legal, conforme processo administrativo nº 2020081316, instaurado pela Corregedoria do Tribunal. 

O Outro lado

Em contato com a redação do portal Debate Paraíba, o Diretor da Escola Superior do Oficial de Justiça do Sindicato dos Oficias de Justiça do Estado da Paraíba, SINDOJUS-PB, Francisco Norberto Gomes Carneiro, disse que o advogado da instituição, Dr. Yuri Paulino de Miranda, já está preparando o recurso necessário ao caso. 

De acordo com Norberto Carneiro, o julgamento do recurso Administrativo nº 0001215- 61.2016.815.0000, que aplicou a pena de demissão a Deusdete Menezes não teve a unanimidade dos desembargadores. Além disso, ele afirmou que tem situações que o jurídico do Sindicato levanta, como por exemplo: o arquivamento por falta de provas de um processo criminal que o oficial respondeu, pelo mesmo motivo. “Sendo que, recentemente, o STJ decidiu que em situações assim, o processo administrativo também deve ser extinto”. Afirmou sindicalista. 

O Diretor do SINDOJUS-PB também informou que o advogado do sindicato, no recurso, deverá argumentar a prescrição do processo. “Agora com a publicação do acordão, o recurso está sendo impetrado novamente e confiamos que o direito do colega Oficial de Justiça será restabelecido”, afirmou Norberto Carneiro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sousa - PB
Atualizado às 02h45 - Fonte: Climatempo
22°
Poucas nuvens

Mín. 22° Máx. 36°

22° Sensação
19.2 km/h Vento
79.9% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (28/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 37°

Sol com algumas nuvens
Terça (29/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias