E-mail

contato@debateparaiba.com.br

WhatsApp

83 9-9601-8376

Anuncie aqui
Paraíba

Dinheiro roubado na Educação foi utilizado para pagar campanha de João Azevedo ao governo

A revelação sobre os desvios na pasta da Educação foi revelada por Livânia, quando questionada pelo Ministério Público.

13/01/2020 14h54
Por: Redação
Fonte: Thiago Moraes / Paraíba Rádio Blog
Ex-governador Ricardo e o atual João. Foto: Reprodução
Ex-governador Ricardo e o atual João. Foto: Reprodução

Dinheiro da Educação foi utilizado para pagar campanha de João Azevedo ao Governo do Estado. A revelação foi feita pela delatora na Operação Calvário, Livânia Farias, ao Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público do Estado da Paraíba.

Segundo Livânia, para pagar despesas de campanha, cheques de altos valores eram trocados em agiotas e posteriormente resgatados pela organização criminosa com o pagamento de valores desviados da Educação estadual. Pelo menos R$ 3 milhões foram desviados da pasta.

A revelação sobre os desvios na pasta da Educação foi revelada por Livânia, quando questionada pelo Ministério Público sobre como a organização criminosa pagaria pelos cheques trocados com o agiota. Segundo ela, o ex-governador Ricardo Coutinho era quem apontava de onde deveria sair o dinheiro roubado.

“Na Educação, em janeiro e fevereiro, fazem uma programação do vai comprar, uma tabela enorme”, disse. “Eu pegava essa tabela e discutia com o ex-governador Ricardo Coutinho, para saber dentro da tabela o que iria comprar e o que iria entrar de quem repassava valores, propina”, revelou.

Segundo Livânia Farias, o então candidato ao Governo do Estado, João Azevedo, tinha conhecimento de todo o esquema do cheques.

“Lembro como se fosse hoje, era 15h30, no Canal 40, eu ficava numa salinha e ele, acompanhado de Ronaldo Guerra, ele por acaso entrou na sala e quando me viu eu disparei no choro e disse a ele que estava muito preocupada com o que poderia acontece”,  declarou Livânia. “E se perdemos a eleição, o que vão fazer com esses cheques”, disse a ele, que me mandou ficar tranquila.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias