Segunda, 20 de Setembro de 2021
31°

Poucas nuvens

Sousa - PB

Política DESABAFO

Após ter exame negado pela prefeitura, radialista denuncia "arrumadinho político" na realização de testes da Covid-19, em Sousa

Segundo Bruno Rafael, ele foi desrespeitado em atendimento, enquanto esperava para realizar exame para Covid-19

08/06/2021 às 09h54 Atualizada em 09/06/2021 às 17h30
Por: Redação Fonte: Da Redação do Debate Paraíba
Compartilhe:
Bruno Rafael apresenta o
Bruno Rafael apresenta o "Acorda Sertão", nas manhãs da Max Correio FM (Foto: Instagram)

No programa Acorda Sertão desta segunda-feira (07), na Max Correio FM, o radialista Bruno Rafael fez uma denúncia grave de falta de respeito em atendimento para teste de Covid-19, em Sousa.

De acordo com o radialista, a Agente de Saúde mandou uma mensagem para ele, via Whats App, para marcar uma data para a realização da testagem. O dia marcado foi o dia 1º de junho, às 11h.

Leia também: Governador da Paraíba retira R$ 2,8 milhões do Centro de Reabilitação de Sousa

Segundo Bruno, ao chegar no local foi destratado pelas pessoas responsáveis pelo atendimento ao afirmar para a mãe dele que o nome do mesmo não constava na lista das pessoas aptas a realizar o recolhimento de sangue para o teste da Covid naquele dia.

Primeiramente, Bruno fala sobre a demora em sua mãe ser atendida:

“Cheguei no Centro Administrativo e minha mãe foi falar com o pessoal, enfrentou fila. Uma das atendentes ficou procurando uma ficha de um cara que foi atendido na semana passada, mais adiante, uma pessoa entrou na frente de mãe para pedir informações. Só nesse tempo, eu passei 15 minutos encostado na parede, em pé, e com fortes dores de cabeça.”, afirmou Bruno.

Bruno diz que logo após chegar a vez da sua mãe, uma menina passa a frente dela e diz que estava ali para fazer algo que o vereador Radamés Estrela (PDT) mandou, sem pegar fila.

“Chegou a vez dela e uma moça loira passou à frente dela e disse em bom tom: ‘Radamés me mandou pra fazer isso aqui’.”, diz Bruno.

Leia também: "Vozes da Covid": Funcionário público sousense fala da perda da esposa para Covid-19 e a triste realidade de conviver com a dor do luto

O radialista afirma que quando sua mãe foi ser atendida, não constava o nome dele na lista de pessoas marcadas para realização do exame. O mesmo se irritou e mostrou o áudio da Agente de Saúde confirmando para aquela data e comparou como foi atendido em relação à moça anteriormente citada.

“Eu fiquei irritadíssimo. Ele começou a pedir respeito. Eu não faltei com respeito e não falei palavrão em momento algum. Eu só subi o tom porque o cidadão se não subir o tom para buscar o seu direito, ele não consegue. E eu, mesmo assim, não consegui. Se eu chegar aqui com o nome de um vereador o meu problema é resolvido?”, afirmou.

Leia também: Raimundinho do Pastelão não resiste e é mais uma vítima da Covid-19, em Sousa

Bruno, na sequência, mostra documentos para comprovar que realmente estava marcado o seu atendimento e completa afirmando que é cidadão e merece acesso à saúde.

Confira o vídeo completo da denúncia:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.